OURO NEGRO AO VIVO

Ouro Negro ao Vivo é um programa radiofónico ao vivo semanal, com uma duração de 30 minutos. É produzido pelas Antenas Provinciais da Rádio de Moçambique em todas as províncias e pelas Rádios Comunitárias do Instituto de Comunicação Social (ICS), e outras Rádios Independentes, em Nampula, Zambézia, Tete, Manica, Sofala e Província de Maputo.

Histórias de Moçambique, contadas em 30 minutos

Com o objectivo de levar as histórias de Moçambique à comunidade de forma regular, Ouro Negro ao Vivo é transmitido durante 42 semanas por ano e produzido em 19 línguas nacionais. Isto permite que as histórias do Ouro Negro ao Vivo se aproximem mais das comunidades e criem um elo de ligação mais forte com as mesmas.

Durante o programa, um ou dois convidados da comunidade têm a oportunidade de partilhar as suas experiências e lições de vida. O foco dos programas são histórias reais, contadas na primeira pessoas. Histórias de Moçambique que mostrem as motivações pessoais que levaram a uma mudança de comportamento, bem como todas as dificuldades e obstáculos que as pessoas ultrapassaram ao tomarem determinada decisão, que por vezes pode estar contra a corrente e ser diferentes dos hábitos de uma determinada comunidade.

Histórias de Moçambique

Todas as histórias de Moçambique são contadas na primeira pessoa e seguem o mesmo formato: “Isto foi algo que aconteceu comigo, foi assim que lidei com a situação, e este é o meu relato onde partilho o que aprendi e como vivo actualmente, após ter passado por esta situação”. Desta forma, o programa Ouro Negro ao Vivo procura trazer pequenas histórias de moçambique para as comunidades, mas também para todo o país e para o mundo fora.

Soundcloud

Com efeito, para além da transmissão do programa ao vivo, o programa também é partilhado através da plataforma SoundCloud  e promovido nas redes sociais (em particular, nas páginas Facebook das rádios). Desta forma, qualquer utilizador pode pesquisar por determinado programa com base nos seus interesses e escutar online,bem como baixar o programa para ouvir mais tarde, no horário de sua preferência.

Com o apoio da PCI Media

As rádios também podem partilhar os seus programas com outras rádios, aceder, baixar e transmitir programas produzidos por outras estações, em línguas que o seu público entende, aumentando assim o alcance, a frequência e o impacto de cada programa a um custo mínimo e trazendo assim mais histórias de Moçambique a todos os seus ouvintes.

Adicionalmente, a PCI Media utiliza diferentes ferramentas de monitoria para conhecer a produção, o alcance e o impacto do programa:

Através das fichas de monitoria, preenchidas semanalmente pelas rádios, é possível saber quantos programas são produzidos e emitidos, as temáticas abordadas e o perfil dos convidados das comunidades;

Através das fichas de aprendizagem, preenchidas mensalmente pelas rádios, são recolhidas informações actualizadas sobre os sucessos e os desafios enfrentados pelos produtores na recolha das histórias de Moçambique e na produção dos programas;

As entrevistas com os ouvintes, realizadas mensalmente pelos produtores da rádio, permitem ter acesso à apreciação das pessoas acerca do programa e do impacto nas suas vidas.

Histórias ao vivo do Ouro Negro

Ouro Negro ao Vivo é produzido pelas estações de rádio com formação inicial, apoio contínuo, aconselhamento e monitorização fornecido pela PCI Media. Os produtores de rádio recebem um conjunto de formações com regularidade para compreender e abordar as várias questões sobre os programas e, em colaboração com outros parceiros implementadores, identificam convidados da comunidade para partilhar as histórias mais relevantes sobre o tema da semana, que é o mesmo da radionovela. As pessoas da comunidade são identificadas com base em ‘desvios positivos’ – aqueles que já estão a demonstrar comportamentos positivos apesar de não terem vantagens socioeconómicas sobre outros membros da comunidade – para recontar as suas histórias na rádio. Estas histórias encorajam e facilitam fortes discussões sobre questões-chave entre a população local, com os convidados e produtores a assegurarem a partilha de informações e conselhos precisos.

Através do programa de formação da PCI Media e do sistema de monitorização há muito estabelecido, feedback sobre as questões discutidas e sobre a qualidade dos próprios programas é regularmente recolhida e analisada. Ferramentas personalizadas facilitam a monitoria e o treino à distância, reduzindo custos e aumentando a frequência do contacto entre a PCI Media e os produtores dos programas.

Duas semanas antes da produção de cada programa ao vivo, a equipa da PCI Media envia informações temáticas através de plataformas digitais, como vídeos de YouTube e Fichas Informativas para fornecer às equipas de rádio informações actualizadas e úteis para a preparação dos tópicos e discussões. A nossa experiência mostra-nos que esta “abordagem de rega gota-a-gota” funciona melhor do que seminários temáticos e é um método eficaz e económico de formação prática de jornalismo para as estações de rádio parceiras.

Para escutar as fantásticas histórias de Moçambique, clica aqui: Soundcloud.com